quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

panetone



esta receita de panetone não leva frutas cristalizadas, aquelas que se vê em qualquer panetone, nem a essência que causa aquele sabor/cheiro que qualquer panetone tem ... esta receita é pra quem não gosta, como eu, de panetone igualzinho ... certo???

esta receita é de um tempo em que não existiam as formas descartáveis pra assar panetone e eu, criativa como ninguém, colecionava latinhas pequenas de leite ninho pra serem usadas como tal ... e os panetones que eu fazia, distribuia, embalados pra presente, entre os amigos.

ingredientes:
500g de farinha de trigo
40g de fermento biológico
100g de manteiga
35g de leite em pó
35g de mel
100g de açúcar
5 gemas
5g de sal
700g de ameixa preta picada, damasco turco picado, uvas-passas, nozes, amendoas, castanhas/pará/caju, ...
- 700g de frutas, conforme o seu gosto - invente!!!
1 copo de água

preparando:
dissolva e misture o fermento biológico a 100 gramas de farinha de trigo e um pouco de água morna/3 colheres de sopa - essa mistura tem o nome de esponja.
deixe descansar e crescer por cerca de 20 minutos em local seco e coberto por plástico e/ou um pano seco e limpo.
sobre o mármore da pia liso, limpo e seco despeje a farinha e abra um buraco no centro, como um vulcãozinho.
acrescente os ingredientes um a um: primeiro a esponja, depois a manteiga e o leite em pó, em seguida o mel, o açúcar e as gemas.
com as mãos, misture os ingredientes do centro e vá incorporando aos poucos a farinha que está em volta - se precisar use uma pá de silicone.
mexa a massa e acrescente pequenas quantidades de água, aos poucos, para ajudar a dar o ponto. a massa deve ficar bem macia e lisa.
é importante colocar a água aos poucos para não perder o ponto, pois a massa pode ficar mole e grudenta.
coloque a massa numa vasilha, limpe e seque a pia, e unte-a com óleo. passe óleo nas mãos. manipule a massa sem que ela grude nos dedos.
abra a massa e acrescente as frutas.
para três panetones grandes, divida a massa em três partes iguais, e faça bolotas boleando com as mãos - caso prefira 6 panetones pequenos, divida em 6 partes.
coloque cada bolota em 1 forma de papel e deixe crescer por aproximadamente 50 minutos, em local aquecido e protegido de vento, até que dobrem o volume.
com uma lâmina ou algum apetrecho bem afiado, faça um corte em cruz em cima do panetone, dê uma levantadinha em cada uma das 4 pontas, coloque 1 colher de chá de manteiga sem sal no espaço no meio delas, e leve para assar em forno brando, a 180ºc, de 40 a 50 minutos.

abracadabra et, voilà!!!

panetone de liquidificador - sem essência para panetone

ingredientes:
1 tablete de fermento para pão ou 1 saquinho de fermento biológico seco
1/2 xícara/chá de açúcar
2 xícaras/chá de leite morno
1 ovo inteiro
1/2 xícara/chá de óleo
1 colher/chá de sal
1/2 kg de farinha de trigo
1 ou 2 gemas misturadas a um pouquinho de óleo pra pincelar
frutas ao seu gosto: ameixa picada, damasco turco picado, uvas-passas, nozes/opcional, ...

preparando:
bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha de trigo e as frutas.
numa vasilha, misture a farinha de trigo com as frutas.
despeje o líquido batido por cima, misture bem - fica uma massa meio mole.
coloque a massa, com cuidado, numa forma untada com manteiga e deixe crescer por mais ou menos 40 minutos - antes de crescer, a massa deve ocupar até a metade da forma, se necessário use 2 formas.
depois de crescida, pincele com as gemas e o óleo, e leve para assar em fogo brando/180°c.
depois que estiver assado aumente para dourar.



abracadabra et, voilà!!!

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

caldo de pés de galinha

e os pés de galinhas???
não, não vá pro espelho!!! não são os seus!!! os pés em questão, são os da penosa.

galinha é bom de cabo a rabo!!! e um bom caldo, um ensopado de pés de galinha será a base de toda a alegria que reinará aqui no lar, enquanto ele durar.

o ensopado, que é como eu gosto de chamar, resulta na gelatina do mocotó da galinha ... colágeno puro ... e tem muita sustância, como dizia minha vó.

ossinhos e tendões cozidos viram uma diversão gastronômica pra ser administrada com calma e prazer ... quanto ao sabor ... não tenha medo!!! é agradável, delicado e bom pra crianças e gulosos de um modo geral.

e você pode criar a sua própria receita, adequada ao seu gosto variando legumes e temperos. no de hoje coloquei folhas de salsão, cebolinha, tomate, alho, cebola, cenoura, chuchu, abobrinha ... tudo junto na panela de pressão e, depois de cozido, macarrão integral no formato gravatinha pra melhorar.

os pés de galinha comprei no açougue, e trago pra casa completamente limpinhos.



abracadabra et, voilà!!!

sábado, 31 de outubro de 2015

brigadeiro de creme de ricota

ingredientes:
150 g de creme de ricota light ou não - utilizei da polenghi
1 colher/sopa rasa de manteiga 6 colheres/sopa de leite em pó desnatado ou integral
3 colheres/sopa de chocolate em pó diet ou chocolate natural ou o chocolate do padre - utilizei o chocolate natural 100% puro
5 colheres/sopa rasas de açúcar diet para forno e fogão - aconselho adicionar aos poucos, mexer a mistura, e experimentar

preparando:
coloque o creme de ricota, o leite em pó, o chocolate e o açúcar em uma panela média.
misture bem. leve ao fogo brando, sempre mexendo, até soltar do fundo, tal e qual o brigadeiro convencional.

dica: faça strogonof com o creme de ricota light. abracadabra et, voilà!!!









crédito da imagem: divulgação/polenghi

terça-feira, 29 de setembro de 2015

broa de fubá de liquidificador

ingredientes:
3 ovos
1/2 copo de óleo
1 copo de açúcar
2 copos de fubá
1 copo de leite
1 colher/sopa de fermento químico em pó
1 pitada de sal
queijo parmesão e/ou coco ralado, a gosto

preparando:
unte a forma de buraco no meio com manteiga e fubá.
pré-aqueça o forno a 180° - ligue o forno no máximo, deixe assim por 10 minutos, baixe pra temperatura desejada.
bata todos os ingredientes no liquidificador, menos o queijo e/ou o coco, que serão misturados com colher de pau.
levar ao forno por 30/40 minutos.

abracadabra et, voilà!!!

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

geleia de frutas sem açúcar

passe nas torradas, misture com iogurte, coma com queijo ou com salada de frutas, com tapioca, com panqueca, acompanhando carne assada, ...

o diferencial desta receita, pra a qual não será utilizado açúcar ou qualquer outro tipo de adoçador, é a calda apurada de uma maçã. um achado!!!

ingredientes da calda:
1 maçã pequena - uso a gala ou a red
1 xícara de água

ingredientes da geleia:
1 1/2 xícara de morangos - pode sobstituir por abacaxi
1 1/2 xícara de água
suco de 1/2 limão
dependendo da quantidade de morangos 1 ou 2 pitadas de sal, pra aguçar o doce natural da fruta

lave a maçã com detergente neutro e uma esponja, dando atenção especial ao côncavo de onde sai o cabinho, porque ali fica concentrada algum sujeira ou algum produto que tenham aplicado na plantação.

corte a maçã em cubos, sem desprezar a casca e as semente.
leve ao fogo baixo pra cozinhar, até que fique macia.
coe a calda, e leve ao fogo novamente.

não despreze a maçã cozida. separe as sementes, e utilize em algum preparo, coma com queijo ou requeijão.

a calda de maçã que foi extraída do cozimento, vai auxiliar na consistência da geleia. ela contém pectina, um geleificante que fará as vêzes do açúcar, para engrossar a geleia.
à calda da maçã que voltou pro fogo, acrescente os morangos, a água e o limão. misture.
deixe ferver, acrescente a pitada de sal, abaixe o fogo. mexa de vez em quando, até atingir o ponto de geleia, mais grossa ou mau rala, dependendo do gosto, não esquecendo que, fria, ela ficará mais espessa. se necessário acrescente um pouco de água.

abracadabra et, voilà!!!

domingo, 16 de agosto de 2015

farofa de abobrinha e ovo mexido

ingredientes:
250 g de farinha de milho amarela
5 ovos mexidos
2 abobrinhas médias picadas em cubos
2 colheres/sopa de polpa de tomate 1 sachê de caldo de galinha
2 sachês de caldo de legumes
2 colheres/sobremesa do meu tempero - receita aqui!!!
algumas pimentas dedo-de-moça sem semente, e cortadas em meias rodelas - opcional
sal a gosto
cebolinha verde picada
óleo e margarina

preparando:
numa vasilha umedeça a farinha com 1 1/2 xícara/chá de água, esfarele bem, misture. reserve.
faça os ovos mexidos: refogue 1 colher/sobremesa do tempero pronto em óleo, margarina e um sachê de caldo de galinha, acrescente os ovos, remexa. reserve.
na mesma panela refoque a abobrinha no óleo/margarina, na outra colher/sobremesa do meu tempero pronto, junto com os sachês de caldo de legumes, a polpa de tomate e com a pimenta picada, deixe apurar o molhinho, sem deixar a abobrinha e a pimenta amolecerem - elas devem ficar al dente.
acrescente a farinha umedecida. misture bem.
apague o fogo, e acrescente os ovos remexidos e a cebolinha.
acerte o sal.

abracadabra et, voilà!!!

sábado, 30 de maio de 2015

arroz de forno, cremoso e gostoso

ingredientes:
2 cenouras cortadas em cubinhos
um punhado de vagem macarrão cortada em cubinhos
1 xícara de arroz
1 sache de caldo de picanha
140/150 g de chester fatiado cortado em quadradinhos
150 g de muçarela
4 colheres/sopa cheias de queijo parmesão ralado
3 ovos inteiros
1/2 xícara/chá de molho de tomate
1 copo de iogurte natural
1 caixa de creme de leite

preparando:
cozinhe a cenoura e a vagem, em água temperada com o sache de caldo de picanha. reserve a água.
com a água, cozinhe o arroz, acertando o sal.
numa vasilha misture o arroz, a vagem e a cenoura, o chester. misture bem, e deixe esfriar.
acrescente os outros ingredientes, misturando cada um aos que já foram acrescentados.
leve ao forno - médio/alto - pra encorpar e gratinar.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

leite condensado diet ... com redução de culpa ...

ingredientes:
¾ de xícara/chá de adoçante forno/fogão
2 1/4 xícaras/chá de leite em pó desnatado saboroso
¾ de xícara/chá de água fervente
1 colher/chá de manteiga ou margarina light
1 colher/sopa de iogurte natural bem durinho, sem nenhum soro ou coalhada tb bem durinha e sem soro

preparando:
bata tudo no liquidificador por 2 ou 3 minutos.
pronto!!!
guarde na geladeira, em um pote fechado.
ele vai adquirir consistência depois de 12 horas de refrigeração.
pode ser usado em qualquer receita que leve o leite condensado convencional.

abracadabra et, voilà!!!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

oznei haman/orelhas de haman ... porque, é purim!!!

purim é uma das festas mais alegres e divertidas do calendário judaico, e comemora um momento em que o povo judeu, que vivia na pérsia, foi salvo do extermínio ... oznei haman é o quitute que se faz e come nesta festa ... aprenda a fazer o oznei haman, tradicional doce da festa de purim, a representação da orelha de haman ... o costume é comê-la para simbolizar a vitória do nosso povo ...
a história de purim está no livro bíblico de esther. e conta como o povo judeu foi milagrosamente salvo das mãos de vilões e anti-semitas. os heróis da história são esther, uma bela jovem judia que vivia na pérsia, e seu primo mordecai, que a criou como se fosse sua filha. esther foi levada para a casa de assuero, rei da pérsia, para tornar-se parte de seu harém. o rei assuero estava sem mulher, pois, a rainha vasti tinha sido executada por não seguir suas ordens ... e o rei amou esther mais do que suas outras mulheres, e fez dela a rainha esther, mas o rei não sabia que esther era judia, porque mordecai disse a ela para não revelar sua identidade.

o vilão da história é haman - o dono da orelha que se come na festa - ele era conselheiro do rei, egoísta e arrogante. haman odiava mordecai porque mordecai se recusava a curvar-se perante ele, então hamã conspirou para destruir os judeus. em um discurso que é muito familiar para os judeus, haman disse ao rei: 'há um certo povo espalhado e disperso entre os povos, em todas as províncias do seu reino. as leis dele são diferentes das de todos os outros povos, e ele não observa as leis do rei; portanto, não é condizente com o rei, tolerá-lo.' - esther 3:8 - então, o rei entregou o destino do povo judeu para a hamã, para fazer o que quisesse com ele. haman planejou exterminar todos os judeus.

esther resolveu ir falar com o rei, em nome do povo judeu. isto seria uma coisa perigosa para ela, porque quem fosse falar com o rei sem ser chamado, poderia ser condenado à morte, e ela não tinha sido convocada. esther jejuou por três dias para preparar-se e, em seguida, foi ter com o rei. e ela disse a ele sobre o plano de hamã contra seu povo. o povo judeu foi salvo, e haman e seus 10 filhos foram pendurados na forca.

o livro de esther é incomum, pois é o único livro da bíblia que não contém o nome de d'us. na verdade, ele não inclui nenhuma referência a d'us. há uma vaga referência de mordecai ao fato de que os judeus serão salvos por outra pessoa, e não por esther, e essa referência é o mais próximo que o livro trata sobre d'us. sendo assim, podemos concluir que d'us muitas vezes trabalha de forma pouco ou nada aparente, de maneira que parece ser acaso, coincidência ou sorte ... simplesmente.

o doce é muito gostoso ... tão simples que até uma criança consegue fazer ... o meu porrinha fez algumas vezes, na escola e em casa.
ingredientes:
2 1/2 xicaras/chá farinha de trigo
1/2 xícara/chá de amido de milho
1 barra margarina/90 g
1/3 xícara/chá açúcar
1/4 xícara/chá suco de laranja
raspas de 1 laranja
1 colher/sobremesa fermento químico
2 ovos
geleia pra rechear

preparando:
ligue o forno em temperatura média/quente
forre assadeiras com papel manteiga.
misture todos os ingredientes.
corte a massa em círculos.
recheie com geleia de damasco/ameixa, goiabada mole ou chocolate.
feche em formato de triângulo.
pincele com gema de ovo.
asse em forno quente até dourar.

purim aquece e alegra os nossos corações, da mesma maneira como ele sempre tocou os corações e as almas dos nossos antepassados e, no futuro, eu sei, não vai deixar indiferentes os nossos descendentes. feliz purim!!!

abracadabra et, voilà!!!