Mostrando postagens com marcador azeite. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador azeite. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de abril de 2017

salada de repolho


o repolho é grande, é barato, alimenta, é saudável, dá saciedade, é refrescante, e esta salada é muito crocante ... deliciosa!!!

ingredientes:
1 repolho médio
2 copos de vinagre branco de boa qualidade
sal
pimenta do reino
azeite de oliva extra virgem
1 colher/sobremesa do meu tempero - receita aqui!!!
água o suficiente

preparando:
numa panela média coloque água pela metade, sal a gosto e o vinagre. leve ao fogo.
retire as folhas externas do repolho que estiverem feias.
cote-o em 4 e retire o miolo. fatie fino cada uma das 4 partes do repolho usando uma faca bem afiada.
coloque na panela onde a água já deve estar quente, quase fervendo. aguarde ferver, deixe por 2 minutos, apague o fogo, tampe a panela e deixe descansar por 10 ou 12 minutos.
escorra, reservando 1 copo da água do cozimento.
leve pra uma travessa com tampa, tempere com o meu tempero, pimenta do reino, azeite e o copo de água reservado.
acerte o sal, misture tudo, deixe esfriar, tampe a vasilha e leve à geladeira.
pronto!!!

abracadabra et, voilà!!!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

macarronada na panela de pressão



a história atribui ao francês, denis papin, que viveu entre 1647 e 1712 (?), a idéia da panela de pressão.
lá pelos idos de 1679, ele criou um pequeno trambolho, o digestor ou marmita de papin, uma panela de ferro fundido, hermeticamente fechada por uma tampa com válvula - conheça, aqui. a válvula serve para estabilzar a pressão no interior da panela, e é munida de peso suficiente para ser erguida quando a panela alcança uma determinada pressão. isto refere explosão, caso a válvula entupa, então, para evitar um desastre culinário de valor inestimável, uma segunda válvula, a de segurança, foi acrescentada aos modelos modernos.

em 1905, as panelas de pressão ainda eram de ferro fundido.

ingredientes:
1 pacote de massa curta grano duro

peço sua atenção: a massa de grano duro, é feita a partir de um trigo especial chamado trigo durum, que a deixa al dente, soltinha e consistente, mesmo que o cozimento tenha ultrapassado o tempo ideal indicado pelo fabricante.

550g de molho de tomate - pode ser o purê de tomate
1 beringela, grande cortada a seu gosto
1 caixa de creme de leite
1 litro de água
1 xícara - chá - de azeitonas pretas picadas
azeite extra virgem
alho e cebola picados
bastante cebolinha picada
folhas de manjericão
queijo parmesão
sal, se necessário

saiba sobre tipos de massas, sua composição e seus formatos

preparando:
ferva a água.
esquente o azeite na panela de pressão, frite o alho, depois a cebola e, em seguida, coloque os outros ingredientes: molho de tomate, creme de leite, as azeitonas, a beringela, o macarrão cru. acrescente a água fervida e tampe a panela. assim que começar a pressão, espere passar 3 minutos, e desligue.
coloque numa travessa e acrescente a cebolinha picada, o queijo parmesão e o manjericão.

surpreenda-se!!!

requeri/regina claudia

domingo, 21 de agosto de 2011

polenta 3 queijos




cutuque as imagens

ingredientes:
3 xícaras - chá - de polenta instantânea - qualquer uma de sua preferência
9 xícaras - chá - de água
1 farto fio de azeite extra virgem
1 sachê do caldo de sua preferência
200g de queijo gorgonzola esfarelado
3 colheres - sopa - de requeijão cremoso
muita cebolinha picada
1 colher - sopa - manteiga
300g  de muçarela ralada
molho de tomate de sua preferência
sal, se necessário

preparando:
ligue o forno, em temperatura média.
quem me conhece sabe: cada forno tem seu dono. o meu forno médio, corresponde à temperatura de 180graus. assim seja!!!
dissolva o caldo de sua preferência na água.
numa panela derreta a manteiga, acrescente a polenta instantânea, o queijo esfarelado e o requeijão cremoso, misturando com um garfo.
acrescente o caldo, devagar, aos poucos, sem parar de mexer. depois que tiver acrescentado todo caldo, continue mexendo por, mais ou menos, 6 minutos.
retire do fogo e coloque num refratário retangular.
cubra com o molho de tomates e com a muçarela.
leve ao forno por 10 minutos.
retire do forno e salpique a cebolinha picada.
é isso.
requeri/regina claudia

quarta-feira, 28 de julho de 2010

frigideira, fritando, fritada ...

alimentação, a mais primitiva e eficiente demonstração de amor.

imagine!!! saio da cozinha pra escrever receita de fritada aqui pro assadeira, caio nos braços e abraços da tal portuguesa, inculta e bela, e debruço na leitura das origens de uma iguaria à base de ovos, batatas, frigideiras ou sarténs, uma mistura franco/luso/castelhana cozinhada em manteiga ou azeite.
em frança, a tortilla inspirada na primogênita, a espanhola, data do século XIX e é descrita por georges-auguste escoffier como ovos batidos cozinhados e, nada mais. a omelette, sem dúvida, o alimento mais divertido entre todos. aceita movimento, combinações, posições diversas, se dobra, fica esticada ... versátil pra caramba!!!
tortilla, fritada, omelette, omelet, ... é o verbete do assadeira pra um dos alimentos mais antigos e populares da humanidade. e, acrescento, a batata pode ser substituída ou combinar com legumes - abobrinha italiana ralada, por exemplo - e verduras, carne de peixe ou frango desfiado, embutidos, queijos, e por aí vamos nós.

atenção!!! por hoje, está fora dos planos do assadeira, a tortilla mexicana, tão apetitosa quanto diferente.

em re coquinaria libri decem, da autoria - até que se prove o contrário - de marco gavio apicio/apici caeli/30ac - 37dc, a mais representativa reunião universal de receitas e dicas culinárias, uma importante fonte de referência dos hábitos gastronômicos atribuídos ao povo romano, e cujas primeiras edições datam do final do século XV, é revelada a ova spongia ex lacte, uma tortilla feita, basicamente, com ovos e leite. interessante frizar sobre tortilla, a palavra, que refere a torta, que refere a dar a volta, que refere a volteada, ou seja, cozinhar, tanto de um lado, como do outro.

ainda bem!!! em latim e com palavras, tudo se esclarece.

a receita da autêntica tortilla española, que será publicada a seguir, foi fornecida, via msn, com a ajuda de uma webcam, por um amigo espanhol, o antonio, residente na cidade de murcia.

tortilla española, a receita, na íntegra:

sarten = frigideira
fria = frita
tierna = tenra
mezclando = misturando



ves el tamaño de la patata?
cinco o seis como esta
la cortas muy finas y redondas, como las chip
y media cebolla del tamaño de la patata, muy picadita,
todo junto a fuego lento
en una sarten - sarten, es donde se cocina
con bastante aceite de oliva.
no se tiene que freir la patata, se tiene que cocinar ... poco a poco.
bates 5 o 6 huevos,
queda la patata en el huevo,
se mezcla la patata y el huevo,
luego, le pones aceite a la sarten, y pones todo en ella,
y vas mezclando el huevo y la patata para que se fria,
cuando este le das la vuelta, y cocinas la otra parte
te tiene que quedar fria por fuera, y tierna por dentro.

é isso.

sardinha escabeche na panela de pressão


ótima oportunidade para a sardinha abandonar sua condição de espremida, e cair fora daquela latinha pobre, inexpressiva e minúscula. um peixinho que tem sua origem no mar da sardenha - sardenha, sardinha, bem apropriado - não poderia ser tratado assim. afinal, um dia, ter se rebelado contra o espaço limitado que lhe oferecia o mar mediterrâneo, e disseminado cardumes e mais cardumes oceanos afora, não teria sido em vão.
além de comuns e baratas - in brazil - são deliciosas e possuem a gordura boa que fornece, a quem se alimenta delas, o poderoso ácido graxo ômega-3 encontrado em peixes estrangeiros de estirpe, habitantes de águas geladas.
aqueles, precisam armazenar gordura pela sobrevivência em seu ambiente, e a sardinha, que vive em águas temperadas, armazena a mesma gordura como reserva de energia, pra manter sua vida migratória, aventureira e agitada.
ingredientes

1 xícara/chá de vinagre
1 xícara/chá de azeite ou óleo de boa qualidade
1 kg de sardinhas limpas
2 pimentões verdes médios cortados em cubos
1 pimentão vermelho cortado em cubo - opcional
2 cabeças grandes de alho - os dentes cortados em fatias grossas
3 folhas de louro
1 saches de caldo de legumes
1 sache de sazon, qualquer sabor: alho, alecrim, ...
2 cebolas grandes cortadas em tiras
molho de tomate a gosto


preparando

forre o fundo da panela de pressão com azeite, algumas tiras de cebola, um pouco do molho de tomate e alguns cubos de pimentão.
ajeite as sardinhas, e o restante dos ingredientes em camadas sobrepostas finalizando com azeite e/ou óleo, e vinagre.
leve ao fogo, e quando começar a ferver/chiar diminua a chama do fogão e deixe por 20 minutos.
faça de um dia pro outro, pois, a panela deverá ser aberta, apenas, quando estiver fria - recomendo, no dia seguinte.
como prato principal ou entrada, a sardinha escabeche pode ser mantida na geladeira de 10 a 15 dias.
acompanha arroz, salada de batatas, pão italiano, ...

escabeche modificado:
é possível usar a mesma receita, os mesmos ingredientes, proceder da mesma forma depois de cozido, apenas substituindo a sardinha por beringela e/ou abobrinha cortadas em fatias longitudinais ... basta não fazer na pressão, e controlar o cozimento pra que elas fiquem al dente ou ao gosto de cada um.
importante: jamais utilize água!!!

é isso.