Mostrando postagens com marcador abobrinha. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador abobrinha. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de janeiro de 2017

abobrinha recheada

ingredientes:
4 abobrinhas novinhas, pequenas/mais ou menos 12 cm, retinhas, medianamente grossas
2 1/2 xícaras de arroz - usei o parboilizado
300 g de coxão duro moído
3 tomates maduros e grandes sem pele
3 colheres/sopa de óleo da melhor qualidade 1 cebola grande
1 colher/sopa de chimichurri
bastante coentro picado - opcional
caldo de 1 limão
1 cabeça de alho grande, cada dente cortado grosseiramente em três
1 sache de caldo de tomate
sal a gosto
azeite extra virgem
água fervente

preparando:
numa vasilha misture a carne, o arroz, o coentro, o caldo do limão, o sache de caldo de tomate e acerte o sal. reserve.
corte a ponta do cabo da abobrinha e retire o miolo, o máximo que conseguir sem deixá-la estourar. reserve.
refogue por 1 minuto o chimichurri e o alho. acrescente a cebola, refogue por mais 1 minuto, acrescente o tomate cortado em pedaços graúdos, as sobras do miolo das abobrinhas e refogue pra incorporar todo mundo. acerte o sal e deixe em fogo bem baixinho, aguardando e vigiando
recheie as abobrinhas cuidadosamente. reserve.
o recheio que sobrar leve pra panela onde o refogado está aguardando, misture tudo, acerte o sal e ajeite as abobrinhas recheadas.
acrescente a água fervente pra envolver tudo, e ajeite com a colher de pau, se necessário.
regue com azeite extra virgem, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo.

abracadabra et, voilà!!!

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

doces panquecas de zucchine

do italiano, zucchine, do francês, courgette, do português, abobrinha ... todos os caminhos levam ao mesmo sabor ... e abodrinha é unanimidade!!!
ela está aí, verde, firme, linda, e panqueca é uma paixão que me conforta, me alegra, me dá sinal de aconchego, e estomago bem forrado, aquecido ... então, preciso dividir a experiência das panquecas doces de abobrinha e iogurte ...

ingredientes:
1/2 xícara - chá - de farinha
2 colheres - sopa - de açúcar
1 colher - chá - de fermento
1/4 colher - chá - de bicarbonato
1/4 colher - chá - de sal
1 ovo
1/2 xícara - chá - de iogurte grego - ou iogurte natural - desnatado ou não - porém, sem aquela aguinha que vem junto
2 colheres - sopa - de manteiga derretida
1/2 xícara - chá - de creme de leite fresco, se necessário
1 zucchine ralada no ralo médio ou fino

preparando:
junte os ingredientes secos. reserve.

em outra tigela, bata o ovo, o iogurte e a manteiga.

una os ingredientes secos aos líquidos e acrescente a zucchine ralada.
se achar necessário, se a mistura estiver espessa, adicione o creme de leite.

com a ajuda de uma concha, vá colocando a mistura na frigideira, um tanto por vez, e deixe dourar, dos dois lados, cada panqueca. o tamanho de cada panqueca vai depender do seu gosto, e da quantidade que estiver disponível em cada conchada.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

terça-feira, 9 de abril de 2013

abobrinha com queijo ao forno

curiosos somos nós ...

os frutos imaturos, chamados de courgette ou abobrinha, são o principal produto de cucurbita pepo.

eles são comidos como um vegetal, seja cozido, frito ou recheado, e seus frutos maduros são chamados de abóbora, que ​​descascadas, cozidas e seguindo a tradição anglo-saxônica viram torta de abóbora mas, para nosotros, pode se transformar, num doce pra comer com queijo branco.
as sementes de cucurbita pepo são comestíveis, e o pó de semente de abóbora é usado, na china e nos usa, como um ingrediente pra molhos de salada, e em produtos de panificação.
em alguns países são cultivadas pelos frutos de belas formas, e de rica coloração, mas os frutos dessas cultivares ornamentais - uma cultivar é resultado do melhoramento de uma variedade de planta, que a torna diferente das demais, em sua coloração, porte e resistência a doenças - têm uma casca dura, e não são comestíveis.

abóboras, às vezes, são cultivadas para a alimentação animal.

porém, o nosso foco é a abobrinha recheada ... simples assim!!! vamos a ela!!!

ingredientes:
3 abobrinhas
150 g de queijo gorgonzola esfarelado
150 g de muçarela ralada
1 tomate 1 ovo
azeite de oliva
2 colheres - sopa - do meu tempero - receita, aqui
molho de tomate suficiente pra cobrir as abobrinhas no final
queijo ralado pra finalizar e gratinar - qualquer um da sua preferência
sal, pimenta do reino a gosto

preparando:
pré-aqueça o forno em temperatura nem lá, nem cá ... mediana.

comece lavando e secando as abobrinhas.
corte-as longitudinalmente e escave cuidadosamente o seu interior, retire e pique o miolo. reserve.
coloque as barquinhas de abobrinha numa assadeira, regue com um fio de azeite, salpique com sal e pimenta, e leve ao forno pré-aquecido por 15 minutos. retire do forno, reserve.
numa panela frite, em azeite, o meu tempero - receita, aqui - adicione a abobrinha picada e frite por 5 minutos. reserve deixando amornar.

enquanto isto, o ovo deve ser misturado ao queijo gorgonzola, à muçarela, e ao tomate pelado picado, e tudo deve se juntar à abobrinha refogada, reservada e amornada. acerte o sal, polvilhe com pimenta do reino.

por fim, recheie as abobrinhas retiradas do forno com o preparado de abobrinha, ovo e queijos, cubra cada uma com um pouco de molho de tomate, espalhe o queijo ralado, e regue com azeite de oliva.
leve novamente ao forno, pra gratinar.

divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

o melhor da massa é o molho



molhos sempre vão existir como protagonistas da produção gastronômica.
molhos são inventados e reinventados.
beneficiados pela escolha dos ingredientes, quanto mais coloridos, mais darão ao produto final, referências inigualáveis a favor do bom sabor, a favor do equilibrio nutricional.
um pouco de imaginação leva qualquer um que se aventure culinária a dentro, a um resultado surpreendente.

não tenho dúvida de que o exagero me fez boa cozinheira. não sei cozinhar pra dois. só sei cozinhar pra 20. o molho desta receita, criei na quantidade exata pra poder ser guardado para o próximo domingo, e o próximo, e o próximo, ... ou pra uma emergência. basta congelar.

saiba sobre tipos de massas, sua composição e seus formatos

ingredientes:
1 pacote de macarrão de sua preferência, cozido, regado com azeite e reservado - uso o parafuso que algumas marcas denominam, fusilli, ou o penne, pois, são formatos cujas saliências e reentrâncias são preenchidas pelos molhos
2 beringelas, grandes, raladas no ralo grosso
1 cenoura, grande, ralada no ralo grosso
1 abobrinha, grande, ralada no ralo grosso
para ralar eu uso o processador. caso não seja possível, use um ralador manual ou corte os legumes bem miudinho
150g de azeitonas verdes sem caroço, cortadas ao meio
1,350kg de molho de tomates - feito por você ou comprado pronto
1 envelope - 0% de gordura - de caldo de galinha caipira
2 colheres - sopa - óleo
2 colheres - sopa - molho de soja
2 folhas de louro
queijo parmesão ralado, à vontade, pra quem quiser
folhas de manjericão

preparando:
coloque numa caçarola grande, os legumes ralados, o óleo, o molho de soja, o envelope de caldo de carne, as folhas de louro, e refogue. incorpore todos os ingredientes até que os legumes murchem e fiquem bem agregados aos temperos.
acrescente o molho de tomate, espere ferver, abaixe a chama do fogão e deixe apurar por 40 minutos.

prepare os pratos, individualmente, utilizando o macarrão reservado e regado com o azeite. tempere cada prato com o molho, e salpique com queijo ralado. acrescente folhas de manjericão. tudo na medida certa da preferência do "freguês".
não esqueça do vinho, ou da bebida que cada um achar ideal.
essa prática aconchega, torna a refeição mais calma, induz à conversa com alegria e, principalmente, ao saborear com delicadesa, cada bocado.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

torta de abobrinha com atum ... esta é uma delícia, e fácil de preparar ...


de maio a dezembro, é possível contar com um dos vegetais mais bem sucedidos nas cozinhas do planeta.
a abobrinha nos ajuda crescer - vitaminas do complexo b - faz bem à visão - vitamina a - além de conter fósforo, ferro e celulose.
ela detém um bom tanto de benefícios pro sangue, dentes, intestinos, ossos, sistema nervoso.
sendo firmes, sem machucados e brilhantes, as grandes podem fazer parte de pratos variados. use-as, com casca, em rodelas, picadas, raladas, ...
pequenas ficam excelentes quando recheadas. qualquer dia desses ensino, como e com qual ingredientes, as abobrinhas podem ser recheadas.
dos dois tipos mais comuns, a brasileira e a italiana, a mais consumida no brasil é a italiana.
alongada e listrada de verde, escuro e claro, ela possui, apenas, 19 calorias a cada 100g. digere facilmente e pode ser aproveitada desde a casca, até a semente.

a receita de hoje envolve a abobrinha italiana.
antes de tudo, ligue o forno a 180graus.
unte, com óleo, uma assadeira grande.

para a massa, coloque em uma travessa:
8 colheres de sopa de farinha de trigo integral - ou branca
4 colheres de sopa de amido de milho
4 ovos
1 xícara de chá de óleo de canola
sal, ou saquinhos de caldo de legumes sem calorias a seu gosto
misture tudo muito bem, e reserve.

deixe de lado, uma colher de fermento químico em pó. assim que os próximos ingredientes estiverem bem misturados, antes de juntá-los à primeira mistura, acrescente a ela, a colher do fermento.

em outra travessa misture:
3 abobrinhas inteiras, grandes, picadinhas
4 tomates, sem pele, picadinhos
uma lata de atum light - sem óleo
5 colheres de sopa de queijo parmesão ralado ou a mesma medida de queijo gorgonzola esfarelado
300g de presunto picado
orégano
1/2 xícara de azeite de oliva
salsinha e/ou cebolinha picadinhas
misture tudo, muito bem.

agora sim, acrescente o fermento à primeira mistura, mexa com cuidado, até que o fermento incorpore à massa e una as duas misturas mexendo, delicadamente, muito bem, até que os ingredientes fiquem bem agregados.

leve para assar na assadeira previamente untada, até que, espetando uma faca ou palito, eles saiam limpos.

é isso.

felizes e bem alimentados.

requeri/regina claudia